segunda-feira, 8 de junho de 2009

Pensamento numa manhã de chuva!

Este tempo é excelente para pensarmos muito...e reflectirmos bem...o que nem sempre é bom, por vezes pensamos de mais...e em coisas que realmente não interessam ou que 'não são para aqui chamadas'. Mas Ritinha que é Ritinha está sempre a pensar, mesmo com bom ou mau tempo, mesmo a trabalhar arduamente, mesmo até quando durmo.

Quando e acordei e me preparava para sair, deu aquela tão pouco vontade tipíca de 2ªfeira de sair de casa, o tempo a piorar o meu estado e os olhos fofos do meu cão que só me pediam, 'Dona não vás fica aqui comigo!!!', infelizmente todos temos as nossas responsabilidades (que é nestas alturas que nos dá vontade de sermos uns verdadeiros Irresponsáveis), mas há sempre algo mais forte que nos diz 'Não! Vai trabalhar'...e é o que acabamos por fazer!

Logo hoje, logo amanhã que 4ªfeira e 5ªfeira são feriados! Deviamos era poder aproveitar sempre estas alturas para tirarmos férias, aliás devia ser 'obrigatório'!

Estes pensamentos misturavam-se com imagens que via na TV da série que adoro (uma das) 'Men on trees', em que a escritora, personagem principal, estava num dilema, se havia de voltar para o Alasca, um local que lhe devolveu toda a inspiração para voltar a escrever ou se optava por voltar para Nova York, cidade onde nasceu e viveu. Entre Alasca e NY não devia haver grande indecisão, o cidade de Helmo no Alasca onde 'ela' tem passado os últimos tempos é pequena, toda a gente se conhece e se fala e falam uns dos outros, pouco ou nada há para fazer...o oposto de uma grande cidade como a Big Apple, em que toda a gente sonha lá ir e viver. Impressionante como existem 'momentos' das nossas vidas em que o que precisamos é de cidades como Helmo...e outras vezes de Big cities como Nova York. O ser humano tem uma mente e necessidades tão complexas que até mesmo nós não compreendemos. Pensamos que 'quem é que precisa de viver numa cidade em que não passa nada de novo, em que vivemos numa 'cabana' em que em qualquer momento um urso nos pode atacar, em que nem sempre os correios estão abertos e nem sempre de lá podemos sair por causa do mau tempo!!!?!'

E podemos naturalmente pensar o oposto, quem é que precisa de uma cidade como NY, enorme, em que chegamos ao fim do dia com uma enorme dor no pescoço porque estamos sempre a olhar para cima (para vermos os arranha céus), em que à ruelas que no way entrar ou passar ao pé, porque seriamos logo assaltados ou pior...em que ninguém se conhece e nunca nos poderemos cruzar com alguém que nos é familiar...a probablidade de acontecer é miníma!...

Sem dúvida que não será fácil optar...e nunca será. Por vezes tudo depende do que somos, ou de quem queremos ser naquele momento. Acho que todos nos sentimos um pouco Helmo ás vezes e outras Big Apple...


???


Muito m'Eu

1 comentário:

AC disse...

É caso para aquela música:

Should I stay or should I go!!!

Adoro te,
Didi